Nicotina KF: "Não Sou Um Rapper de Batalhas"

 Como vinhas anunciando há varias semanas, no passado domingo, 03 de Julho, Aconteu aquilo que podemos chamar EVENTO DA SEMANA, a batalha de Free Styles entre quatro pares de Rappers, entre Moçambicanos e Angolanos, Falamos da Batalha RRPL E RAPODROMO.

Muita gente acompanhou os resultados das batalhas nas redes sociais e como tem se acompanhado os Angolanos se saíram bem, excepto Na batalha entre o Moçambicano Kadabra Mc e o Angolano Paizão, onde o Indico transbordou e inundou o atlântico.

Horas depois do evento, hoje segunda-feira, 04 de Julho, o Rapper moçambicano Nicotina Kf, mais conhecido pelas suas Barras animadamente Cômicas, expressou-se a partir da sua conta do Facebook, sobre a sua participação na Batalha de Rendimentos e também quanto ao consumo da música moz naquele país irmão.
Depois de agradecer pela audiência ao evento e pelo feed Back que recebeu dos seus admiradores Angolanos, ele disse algo que deixou os internautas que o seguem através das redes sociais, intrigados:

“Quem me conhece sabe que não sou propriamente um rapper de batalhas, mas quando foi me feito o convite de representar o meu moçambique (pela segunda vez), fui com tudo”.

Essa parte do texto deixou muito a desejar para os internautas moçambicanos que o acompanham a partir das redes sociais. Isto não veio à tona atoa. O Facto é que num passado recente, Nicotina havia desafiado derrubar todos que ousassem se meter com ele e até onde sabemos houve uma batalha onde o 16 Cenas (também o seu companheiro de equipa do evento RRPL«»RAPODROMO) foi o adversário vencedor, em 2014. Isso foi o que levou um dos feceFollowers do KF, a questiona-lo sobre o assinto.

Nicotina Justifica sua derrota devido a brancos (esquecimento) numa dada altura do combate, tendo por isso sido obrigado a improvisar, no último round.

Para finalizar, ele mostrou o seu orgulho quando ao sucesso ascendente da música moçambicana em Angola. Fez saber que a música do Messias Maricoa que leva o titulo “Nhanhado” que também possui uma versão acústica feita pela irmã do Autor, Filomena Maricoa, é uma febre entre os angolanos.



Texto: Electromoz
Share on Google Plus

About Isá Gildo Electromoz

Se me conheces com base no meu passado, permita-me que eu me apresente novamente!