«A Batalha de Rompimento Verbal “Angola vs Moçambique”» [RESUMO]

I HAVE A DREAM, mas diferente do Luther King eu gostaria de ver um evento de Rap em que as coisas começassem mesmo na hora marcada.
O meu relógio marcava 15h46 e ainda nem tinha chegado ao cine Tivoli ” porra! como será possível realizar o meu sonho se eu próprio nem cheguei as 15h?” A mudança começa em nós, por isso devemos seriamente começar a ter cultura de pontualidade e deixar de legalizar os atrasos (é meio estranho ouvir isso de um atrasado ne? Mas prontos).
Cheguei ao Tivoli as 16h, por fora estava totalmente abarrotado concluindo assim que teríamos uma sala cheia e isso comprovou-se as 17h e tal quando começou o evento.
Não vi todas atuações, lembro ter visto em palco o DALLAS FURIA em representação ao “Projecto Ascensão” com uma boa performance e muito aplaudido no final.  A seguir o FLY perguntou ao pessoal quem eles queriam que chama-se para mandar algumas barras e o pessoal pediu o CFK. O CFK pegou no mic fez uma Akapella mandando linhas para o SANGUINÁRIO, como o público da RRPL não brinca em serviço chamou pelo SANGUINÁRIO, ele subiu, pegou no mic e chamou o CFK de “Bitch Nigga” e saiu do palco, o público queria que o SANGUINÁRIO mandasse linhas mas ficou apenas por aí. CFK voltou a subir e mandou duas barras ao SANGUINÁRIO.
Pelo que entendi esse é um beef que parece estar longe de terminar e se as coisas continuarem assim teremos isso quase todos eventos em que estão presentes CFK e SANGUINÁRIO.
Enquanto isso, dois metros abaixo do palco(camarim do Tivoli) as coisas pareciam calmas mas dava para sentir um clima meio pesado, de um lado estava o KID MC e do outro EXTREMO SIGNO calmos, serenos e preparados, eles disseram que vieram apenas para cantar mas que estariam preparados caso houvesse mais alguma coisa (resolver as coisas ao vivo, estou a falar do verbo e não do físico). Mas a história deles morre já aqui porque não cantaram.
Lá em cima ouviam-se gritos, passava-se alguma coisa, era o FLY que acabava de anunciar o inicio da primeira batalha KADABRA MC vs PAIZÃO, o baixinho de Moz subiu calmo e com uma garrafa de água na mão, depois entra o PAIZÃO, aquele que é considerado o gladiador com mais popularidade subiu ao palco começando por intimidar o seu adversário com jogos psicológicos (algo ja habitual). A seguir pegou a Bandeira de Angola e exigiu que todos levantassem para cantar o hino nacional, o público correspondeu e a verdade seja dita foi algo bonito.
A batalha começou o PAIZÃO abriu e depois entrou o KADABRA, 3 rounds depois o PAIZÃO estava morto, o KADRABRA foi vencedor aos olhos de toda gente.
Depois deu início da segunda batalha, NIKOTINA vs TANAY Z, começou a guerra e 3 Rounds depois o NIKOTINA estava morto, pelo menos no meu ponto de vista.
Tivemos uma pausa para mais duas atuações, eram dois grupos da nova escola que vivem um clima de tensão.M.O.B vs FLAVA GANG, tive a impressão que a maior parte do pessoal não sabia do que se passava entre eles, os dois grupos cantaram os seus beefs foram aplaudidos e abondaram o palco.
Chegou o momento da 3 batalha entre o GUI MC e DARAGUAI, foi uma batalha muito equilibrada, mas mesmo assim 3 rounds depois no meu ponto de vista o DARAGUAI estava morto.
Finalmente chegou a batalha mais esperada entre o MENTE MÁGICA e o 16 CENAS, a expectativa era muito grande houve algum nervosismo por parte do dois, mas mesmo assim foi uma batalha equilibrada e muito boa, e no final dos terceiro round o 16 CENAS estava morto. Dando um resultado final de 3-1 a favor de Angola.
No final de tudo foi a lusofonia que venceu, grande evento e com uma nota positiva, parabéns mais uma vez a RRPL vocês fazem essa merda acontecer.
Texto Narrado por: Helder David
Share on Google Plus

About Isá Gildo Electromoz

Se me conheces com base no meu passado, permita-me que eu me apresente novamente!